O Sem Choro é um Guia Infantil voltado para os pais. A Criança é o tesouro. Nós somos o mapa.

Qual é o papel dos pais na terapia da criança?

Desenvolvimento e Educação

Qual é o papel dos pais na terapia da criança? A terapia infantil é uma parceria entre os pais e a psicóloga.

Se você está pensando em buscar uma terapia para o seu filho – seja porque está percebendo que o seu comportamento mudou, seja por indicação da escola – existem algumas questões sobre o processo terapêutico que você deve saber.

Geralmente, na terapia infantil o primeiro atendimento é com os pais e/ou responsáveis. Nesse momento é feita uma anamnese sobre a criança, desde a gestação até os dias atuais, os pais falam sobre a queixa inicial, o motivo que os levaram a buscar terapia. Além disso, no meu caso, sempre alerto os pais sobre o seu papel no processo terapêutico dos pequenos.

O processo de terapia infantil

Costumo dizer que a terapia infantil é uma parceria com os pais, muitas vezes uma tríade – psicóloga, pais e escola – dependendo da demanda. Então, a colaboração de vocês é extremamente importante. Entendendo que o meu contato com a criança é uma vez semanal é importante que os acordos e combinados feitos com os pais sejam cumpridos em casa, para o melhor andamento do tratamento.

Geralmente as sessões ocorrem uma vez por semana, e é importante que não haja quebra nesse ritmo, principalmente no início do processo, para criar uma rotina com a criança e para que o tratamento tenha continuidade.

Costumo dizer que este processo pode causar angústia nos pais, pois as mudanças vivenciadas pelo filho alteram a dinâmica familiar, o que implica que vocês também terão que reavaliar seus papéis.

O objetivo da terapia infantil

O objetivo é buscar a autonomia da criança, para isso é preciso que vocês permitam que os pequenos se desenvolvam, que vão adquirindo e reconhecendo suas próprias habilidades, autoconfiança, o que não pode ser confundido com permitir que a criança faça tudo o que tem vontade.

A autonomia diz respeito ao mundo interno da criança, e ela vai precisar justamente de vocês como referência nesta construção. Isso mostra que a terapia não ocorre somente dentro do consultório. Tudo o que é feito é levado para a vida, e os pais ou cuidadores tem participação ativa e indispensável no dia a dia dos pequenos.

Para que o tratamento ocorra de maneira efetiva é importante que vocês confiem no profissional escolhido e tenham em mente que o trabalho do psicólogo não é de julgamento e sim de auxílio à família para entender o que se passa com o filho, buscando soluções para os problemas apresentados, de forma que a criança retome o seu desenvolvimento saudável e a família siga a sua vida de forma mais tranquila e satisfeita.

 

__________

Amanda Ferraz-Portal Sem Choro

Amanda Ferraz, psicóloga infantil, graduada pelas Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG, especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Iseib de Belo Horizonte, Tutora EaD, Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade e Psicóloga da Rede Psicoterapias. Em BH atua na clínica com atendimento para crianças, adolescentes, além de orientar e ministra palestras e cursos para pais.

Contato: amandafoliveira1@gmail.com • +55 (31) 97553-1837

 

 

Cadastre-se abaixo e receba as novidades do Sem Choro.


 

Comentários