fbpx
O Sem Choro é um Guia Infantil voltado para os pais. A Criança é o tesouro. Nós somos o mapa.

Autocuidado materno: Mamãe, como você está se cuidando?

Crônica, Maternidade

Aproveitando o mês das mães, precisamos falar sobre Autocuidado. Como você está se cuidando? Você tira um tempo pra você? Qual foi a última vez que você se colocou como prioridade?.

Olá, Mamãe! Tudo bem?

Primeiramente, Feliz dia das mães! (Um pouco atrasado, mas acredito que essa data deveria ser celebrada todos os dias)

Então, aproveitando o mês de vocês, precisamos falar sobre Autocuidado. Como você está se cuidando? Você tira um tempo pra você? Qual foi a última vez que você se colocou como prioridade?

O autocuidado deve ir além do cuidado físico, como cuidar da estética, beleza e alimentação… isso também é importante, mas hoje quero chamar sua atenção para a importância de cuidar da sua saúde mental e emocional. Como estão essas áreas na sua vida? Pare um pouco a leitura, e faça uma autoanálise sobre as perguntas acima.

É extremamente importante você dedicar um tempo exclusivo para cuidar de si mesma. Para se nutrir, para se amar.

Você sente que a correria da vida, o trabalho e a maternidade têm consumido todo o seu tempo? Se sim, sugiro que reveja suas prioridades. Você deve ser a pessoa mais importante da sua vida, e sim, eu sei que é difícil falar isso quando se é mãe. Eu lido e escuto mães há quatro anos (profissionalmente), tanto no consultório, quanto em eventos que eu organizo e a frase que eu mais escuto é: “meu filho vem em primeiro lugar”. E, apesar de ainda não ser mãe, eu entendo o significado da frase. Mas vou lhe dizer algo que sempre digo às mamães: “Para o seu filho ficar bem, você precisa estar bem primeiro”. Ou seja, você precisa se cuidar.

Se você deseja ter uma relação de qualidade com seu filho, precisa cuidar de você primeiro. Se você está triste, cansada, estressada, impaciente, irritada… acredite, isso irá influenciar e refletir no comportamento do seu pequeno. A relação de vocês vai ficar mais desafiadora, e com isso você vai começar a responde-lo com mais agressividade e menos tolerância. E isso vai se tornando uma bola de neve. Você já se sentiu assim? Ou já esteve nessa situação alguma vez?

Quando você perceber que está em uma situação como essa, começa a se observar. Como você está se sentindo? Como você tem se tratado? Está descansando bem? Está buscando equilíbrio? Pare por alguns instantes e faça essa análise.

Após o nascimento do seu pequeno, é natural que você abra mão de vários aspectos da sua vida para se dedicar a ele. E isso é fundamental, pois esse bebê que acabou de chegar ao mundo é extremamente dependente de você. É no contato com o outro que essa criança irá se desenvolver, então ele precisa de um adulto disponível para alimentá-lo, limpá-lo, nutri-lo emocionalmente, aquecê-lo, cuidá-lo, enfim, alguém que seja capaz de suprir todas as suas necessidades.

A maternidade aponta novos desafio

Nem sempre esse processo é fácil. A maternidade pode abrir espaços profundos e muitas vezes desconhecidos em você. Durante essa jornada, de se tornar mãe, muitos desafios podem surgir e os caminhos que essa complexa relação vai tomando são inimagináveis, muitas vezes eles são até contrários com o que você imaginou…

Enfim, o nascimento de um bebê traz infinitas possibilidades para você. E eu percebo, no meu trabalho, lidando e ouvindo diversas mães, é que quando essas mulheres estão atentas a importância de cuidarem de si mesmas antes, durante e depois da chegada de um bebê, conseguem lidar melhor com os possíveis desafios que possam emergir nesta relação.

Espero que esse texto tenha lhe ajudado a olhar um pouco para si e perceber que esse é o primeiro (e mais importante) passo para cuidar da relação com seu pequeno. Me conte nos comentários como, e se você está cuidando de si mesma.

Um abraço e até mês que vem!

 

_________

Amanda Ferraz-Portal Sem Choro

Amanda Ferraz, psicóloga infantil, graduada pelas Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros – MG, especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Iseib de Belo Horizonte, Tutora EaD, Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade e Psicóloga da Rede Psicoterapias. Em BH atua na clínica com atendimento para crianças, adolescentes, além de orientar e ministra palestras e cursos para pais.

Contato: amandafoliveira1@gmail.com • +55 (31) 97553-1837

 

 

Cadastre-se abaixo e receba as novidades do Sem Choro.


Comentários