fbpx
O Sem Choro é um Guia Infantil voltado para os pais. A Criança é o tesouro. Nós somos o mapa.

Exposição Casa Fiat Percorsi Italiani terá uma atividade especial direcionada a crianças

Exposição / Feira, Lazer

Descrição:

No dia 12 de dezembro, Belo Horizonte completa 122 anos. Em referência a esta data, a exposição “Percorsi Italiani: 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura” terá uma atividade especial direcionada a crianças, jovens e adultos. 

Em referência ao aniversário de 122 anos de Belo Horizonte, a exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura” terá uma atividade especial, neste fim de semana, direcionada a crianças, jovens e adultos. Nos dias 7 e 8 de dezembro, o Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura vai promover o “Ateliê Aberto: pintura fria em azulejos”, com a proposta de trabalhar memória e afetividade por meio da reprodução de paisagens marcantes da cidade. São duas entradas: das 10h às 12h, as crianças vão trabalhar com tinta guache e azulejos em papel calandrado; e das 14h às 18h, jovens e adultos vão reproduzir paisagens belo-horizontinas, aplicando tinta epóxi sobre azulejos brancos. A participação é livre e gratuita, sujeita a lotação do espaço. 

A forma como se deram os fluxos de migração da Itália, bem como sua influência na vida cotidiana de brasileiros e argentinos, é o tema da exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura”, em cartaz de até 1º de março de 2020, em Belo Horizonte, com entrada gratuita. A mostra exibe mais de 100 imagens e fotografias históricas provenientes de acervos do Museu da Imigração (Arquivo Público de São Paulo), do Museu Histórico Abílio Barreto, do Arquivo Público Mineiro, do Centro Storico FIAT e da FCA Group Argentina. Como numa viagem pelo tempo, cada cena permite que sejam revividos importantes marcos, costumes, objetos, instituições, eventos, estéticas e estilos, referentes às mais diversas épocas. De modo único, a exposição propõe, afinal, que os visitantes experimentem o forte entrelaçamento entre as tradições italianas, a Fiat e a vida de uma cidade – de sua fundação aos primeiros vestígios de modernização. No momento em que a capital mineira completa 122 anos, a exposição “Percorsi Italiani” também mostra como a imigração italiana repercute na vida da cidade.

Com curadoria da jornalista e historiadora Cinthia Reis, a exposição destaca momentos que marcaram a travessia dos italianos para o Brasil e para a Argentina, e tem importante caráter histórico, ao trazer à tona o legado deixado por esse povo em nossa cultura e os desafios enfrentados no percurso. “Convidamos o visitante a se perguntar como seria mudar-se para um país totalmente desconhecido, em uma época sem as facilidades de comunicação e informação da atualidade”, propõe a curadora.  

“Nessa exposição, contamos a história da Fiat e de milhares de italianos que resolveram deixar sua terra natal em busca de uma nova vida nas Américas. Tomamos a liberdade de usar um termo italiano – ‘Percorsi Italiani’ – para descrever esse percurso repleto de idas e vindas que nos fazem reviver a mistura das culturas brasileira, argentina e italiana e as muitas paixões comuns que nós temos – como a arte, a culinária, o futebol e automóveis”, destaca o presidente da Casa Fiat de Cultura, Fernão Silveira. 

A exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura” é uma realização da Casa Fiat de Cultura, da Secretaria Especial de Cultura e do Ministério da Cidadania, em parceria com o Centro Storico FIAT, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e o Museu Histórico Abílio Barreto, com o apoio do Consulado da Itália em Belo Horizonte, do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha) e do Governo de Minas Gerais. O patrocínio é da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), da FCA Fiat Chrysler Participações e do Banco Safra.

 

Piccola Galleria – Imigração italiana em Belo Horizonte

A construção de Belo Horizonte carrega, em sua essência, traços da italianidade – tão fortes na cultura brasileira como um todo. Os imigrantes italianos começaram a chegar em Minas Gerais no final do século XIX e as marcas desse povo podem ser vistas até hoje na indústria, no comércio e na vida cotidiana, nas ruas, nos edifícios e nas casas construídas por arquitetos, pedreiros, pintores e construtores vindos da Itália, com o objetivo de encontrar mais oportunidades. A cidade que nascia de forma planejada unia-se ao sonho italiano de uma nova vida, marcando a cultura de BH para sempre. 

Os italianos adaptaram-se muito bem aos costumes de Minas Gerais e, graças à política de imigração do Estado, um grande número de operários se instalou na região e logo começou a morar na zona colonial, que deu início ao povoamento de Belo Horizonte, que, em 1897, ainda se chamava Arraial do Curral del Rey. O Governo Estadual, por meio da Comissão de Construção da Cidade, pagava passagens da Itália para o Brasil, oferecia trabalho e alojamento e recebeu os italianos de braços abertos. Em território mineiro, eles influenciaram a gastronomia, a religião, a arquitetura e até a paixão pelos esportes.

Na Piccola Galleria, são expostos vídeos, imagens e objetos que retratam a vida cotidiana dos imigrantes, que ajudaram a formar a identidade belo-horizontina. “Aqui, o visitante pode perceber a influência italiana em suas raízes, sua história, e ter um endosso para construir o futuro, seu próprio percurso e entender sua identidade”, sintetiza a curadora. 

Reaviva-se o entrelaçamento entre a cultura italiana e o cotidiano belo-horizontino em ricas imagens históricas como a comissão construtora da nova capital; o comércio italiano de sapatos; a missa de inauguração de BH; a pintura do interior igrejinha da Pampulha, com painel de Portinari – importante artista ítalo-brasileiro; o dia a dia de jovens à beira da piscina do Minas Tênis Clube; a Padaria e Confeitaria da Savassi, que deu nome à região e foi fundada pelos descendentes de italiano José Guilherme, Hugo, Geraldo e Danilo Savassi; a bola de futebol do Palestra Itália; e os esboços originais do arquiteto italiano Rafaelo Berti.

Endereço:
Casa Fiat de Cultura - Praça da Liberdade, 10 - Funcionários
Belo Horizonte/MG

Data: 26/11/2019 a 01/03/2020

Horarios:
Exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura” De 26 de novembro de 2019 a 1º de março de 2020 Curadoria: Cinthia Reis Terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h Ateliê Aberto: Pintura fria em azulejos Edição especial 122 anos de Belo Horizonte 7 e 8 de dezembro de 2019 – sábado e domingo Entradas Crianças: das 10h30 às 12h (azulejo em papel calandrado e tinta guache) Jovens e adultos: das 14h às 18h (azulejo branco e tinta epóxi)

Faixa etária: A partir dos 8 anos

Valor da entrada: Entrada Gratuita

Telefones:
(31) 3289- 8900

Sites:
https://www.casafiatdecultura.com.br/
https://facebook.com.br/casafiatdecultura
https://instagram.com/casafiatdecultura
https://twitter.com/casafiat

Você que receber novidades do Clubinho?

Use o campo abaixo para inserir suas informações.