Parque da Serra do Curral | Parque BH | Portal Sem Choro

Espaço para contemplação, contato com a natureza e prática de atividade física, o Parque da Serra do Curral, inaugurado no dia 8 de setembro, é o mais novo ponto turístico de Belo Horizonte.

Com a função primeira de proteger a Serra do Curral, patrimônio nacional tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e símbolo da Capital, o parque oferece aos visitantes uma vista privilegiada da Região Metropolitana da Capital Mineira por meio de uma caminhada na crista da montanha.

Localizado em uma área aproximada de 400 mil metros quadrados, na Avenida José do Patrocínio Pontes, atrás do Instituto Hilton Rocha, o Parque possui 10 mirantes distribuídos por seus quatro mil metros de extensão de onde o visitante pode identificar pontos turísticos da Cidade e aspectos naturais de seu entorno, como a Lagoa da Pampulha, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, a Avenida Afonso Pena, o Estádio Mineirão, o Museu de História Natural e o Jardim Botânico da UFMG, o Pico do Itabirito, a Serra da Piedade, o Morro do Pires, o Morro do Elefante, o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, entre outros.

Caminhada

Chamada de Travessia da Serra, a trilha na crista da Serra do Curral possui 2.300m de extensão e altitudes que variam de 1.200 a 1.380 metros. Apresentando alto nível de dificuldade, ela exige do visitante esforço físico e muito cuidado.

Cerca de 450 guarda-corpos e placas de sinalização contribuem para o aumento da segurança durante a caminhada, que só pode ser realizada com acompanhamento de monitores e em grupos de até 15 pessoas com idade mínima de 14 anos. No entanto, estas medidas não excluem a atenção do visitante ao cumprimento das orientações e normas de funcionamento do Parque. A duração estimada desta Trilha é de 3h.

Funcionamento

O Parque funciona das 8 às 17h, de terça a domingo, podendo este ser alterado ou suspenso devido a condições desfavoráveis, como tempestade, baixa visibilidade, ventos fortes, raios, risco de incêndios e deslizamentos, ou se tiver sua capacidade máxima atingida (700 pessoas por dia no Parque, sendo metade de manhã e metade à tarde, e 60 pessoas na trilha, 30 de manhã e 30 à tarde).

Atualmente, a entrada é gratuita e a inscrição para a trilha Travessia da Serra é feita através do site: www.parqueserradocurral.com.br.

Vegetação

Flora e fauna do Parque apresenta formação típica do conjunto que compõe o Quadrilátero Ferrífero e está situado em uma região de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado. Sua cobertura vegetal é representada pelos campos rupestres, que ocorrem nas áreas rochosas da crista da serra, e, principalmente, pelas fisionomias típicas do Cerrado, como o campo limpo, o campo sujo e campo cerrado, que se sucedem gradativamente da crista até a base da serra.

A Mata Atlântica é mais expressiva em áreas adjacentes ao Parque, como o Parque das Mangabeiras e a Mata do Jambreiro, constituindo assim um importante corredor ecológico de vegetação preservada. A fauna do Parque é também bastante diversificada e a avifauna é a mais representativa. Nele, foram identificadas mais de 125 espécies de aves: algumas endêmicas do Cerrado, como a campainha-azul, e outras comuns em regiões de montanhas, como águia-chilena, também encontrada na Cordilheira dos Andes. Carrapateiro, coruja-da-igreja, chorozinho-de-chapéu-preto e choca-da-mata são outras espécies encontradas. Em janeiro de 2012, o falcão-cauré (Falco rufigularis), nunca antes registrado em Belo Horizonte, foi identificado no Parque por um grupo de observadores de aves durante uma visita técnica.

(Fonte: PBH)